Um Mundo sem Limpeza

Março 03, 2021

Um Mundo sem Limpeza

Já imaginaram o que seria tomar banho uma vez por ano? Certamente que estaria fora de questão nos dias de hoje. Porém, durante um certo período na história, mais propriamente na Idade Média, os cuidados de limpeza e higiene eram praticamente inexistentes, ou melhor, eram totalmente inexistentes. Ora vejamos o que por lá se passava:

Higiene Pessoal

Tomar banho mais de três vezes por ano já era considerado um excesso. Era aceitável nas vésperas das festas religiosas e quando este fenómemo raro acontecia, tinha lugar numa banheira comum. Os banhos começavam no mais velho e acabavam no mais novo e sempre com a mesma água (nem é bom imaginar em que estado ficaria o último...). Ao longo do ano era mais do que suficiente lavar o rosto e as mãos.

Esta atitude perante a higiene era consequência da falta de conhecimento por parte da medicina, que transmitia à população que o banho deixava o corpo suscetível às doenças, e da poderosa influência da Igreja Católica, que incutia na população um caráter profano e pecaminoso neste ato tão simples.

Higiene das roupas e casas

A limpeza das casas e das roupas seguia o mesmo princípio. As roupas do corpo e da cama não eram lavadas e mantinham-se infestadas de pulgas, piolhos, percevejos e toda a bicharada que andasse por lá. Quanto ao chão, usavam uma espécie de vassoura em bambu que arrastava apenas o lixo maior. Outra excelente opção era colocar o lixo debaixo do tapete.

Higiene e pandemias

As pandemias estiveram sempre presentes ao longo das eras e o combate destas estava diretamente ligado ao conhecimento da época, à intervenção do Estado e às medidas de prevenção. Não querendo fazer uma lista das epidemias, apenas abordaremos de forma muito superficial a Peste Negra (1346-1353) e a Gripe Espanhola (1918-1920) no que concerne à higiene.

Relativamente à Peste Negra, nada se sabia sobre a sua origem e como a tratar. Foram tomadas várias medidas de prevenção, entre as quais, a desinfecção do ar das habitações e dos locais públicos com incenso de diferentes flores, a proibição do exercício físico, e claro está, do banho. O sexo e as sestas eram considerados perigosos e a medida mais drástica, era fechar as famílias contaminadas dentro das suas próprias casas até que morressem em dor e agonia. Os médicos quando visitavam um doente, usavam uma máscara semelhante à cabeça duma ave com um grande bico e no interior deste colocavam várias composições de ervas, como a cânfora e a mirra.

Máscara no Museu Histórico Alemão, Berlim

 

Quando surgiu a Gripe Espanhola, nomeadamente em Portugal, a medicina já tinha evoluído significativamente, mas não o suficiente para controlar esta pandemia e evitar tantas mortes. Mesmo assim, o distanciamento social, o isolamento dos doentes e o uso de máscara foram medidas de prevenção implementadas e a higiene pessoal e a limpeza das casas eram aconselhadas.

Como podemos verificar, a falta de limpeza não foi uma constante ao longo das épocas. Só a título de exemplo, no Antigo Egito, na Antiga Grécia e no Império Romano a limpeza e a higiene pessoal eram levadas muito a sério. De igual modo, na época atual existe uma grande consciência nestes cuidados e têm surgido várias empresas especializadas em produtos e serviços de limpeza

Da água aos produtos químicos

Bem lá atrás no tempo, a água era o produto usado para limpar. Depois, os diferentes povos foram arranjando formas para uma maior eficácia e inventaram o sabão que poderia ser composto por gordura animal, barro, cinzas, areia e óleos vegetais.

Durante a 1ª Guerra Mundial, alguns engenheiros químicos alemães desenvolveram um produto sintético que substituía a gordura animal usada no sabão, criando assim, o primeiro detergente. O sabão foi então substituído pelos detergentes para limpezas diversas e ao longo dos últimos anos a indústria química tem vindo a descobrir formas cada vez mais poderosas na limpeza e higiene.

Higiene na atualidade

Muito tem sido feito ultimamente e a limpeza e a higiene merecem toda a atenção por parte de todos nós. Hoje tudo é menos difícil e mais eficaz. Basta recuar umas décadas (não muitas) e lembrar como era a lavagem das roupas, por exemplo. Na falta da máquina de lavar, as roupas eram lavadas nos rios e mais tarde nos lavadouros públicos (e entretanto, nos tanques), onde havia um caráter social muito dinâmico: era o que poderia até chamar-se de epicentro das notícias locais!

Para além da máquina de lavar a roupa, também a máquina de lavar a louça, o aspirador e inúmeros acessórios de apoio vieram tornar a limpeza mais fácil, especialmente para as grandes instituições e espaços com muito movimento de pessoas.

Higiene e pragas

Um mosquito, um rato ou uma barata, por si só, não são significativos, mas quando se transformam em pragas urbanas, são uma grande fonte de preocupação: tornam-se um meio de transmissão de doenças e têm implicações a nível económico, inutilizando grandes quantidades de alimentos ou ainda sujando ou danificando residências ou locais públicos.

Formiga

Fonte: Pixabay. Autor:  Ronny Overhate

 

Cabe a cada um de nós tomar medidas preventivas, acondicionando corretamente o lixo, limpando o nosso espaço com regularidade, armazenando corretamente os alimentos e vedando frestas para que o uso dos químicos seja minimizado. No entanto, nem sempre é possível prevenir uma praga, pelo que é necessário recorrer a empresas especializadas nesta área e que têm os devidos cuidados com o uso deste tipo de produtos químicos.

Em verdade, as palavras limpeza e higienização nunca fizeram tanto sentido nem nunca foram tão faladas como atualmente. A situação pandémica que estamos a atravessar exige esforços redobrados neste campo. Contudo, independentemente desta pandemia, podemos verificar que há mais consciência por parte da população quanto à importância da limpeza, pois a falta desta implica graves danos não só para a nossa saúde como para a economia.

 

#covid19 #pandemia #regiãoautonomamadeira #mavipp #higienizacao #limpeza #mavippmadeira #desconfinamento #governoregionaldamadeira #covidmadeira #madeira #funchal



  • Qualidade vs Preço
    Qualidade vs Preço

    O preço é importante: Oferecemos a melhor combinação custo benefício.

  • Apoio ao Cliente
    Apoio ao Cliente

    Os nossos empregados são os melhores: Temos sempre alguém para esclarecer as suas dúvidas.

  • Garantia de Satisfação
    Garantia de Satisfação

    Garantimos a qualidade do nosso produto, assim como o melhor aconselhamento aumentando a satisfação dos nossos clientes.

  • Compra Simplificada
    Compra Simplificada

    Facilitamos as encomendas por telefone, whatsapp, email ou loja-online.

  • Multibanco
    Multibanco

    Efetue os seus pagamentos por multibanco.

© 2022 Mavipp - O Fornecedor de Papel, Plástico e Químicos de Machico - Todos os Direitos Reservados
desenvolvido por nível criativo